13° Salário - Data da segunda parcela e como calcular os valores corretos!

Acesse o Menu

13° SALÁRIO – DATA DA SEGUNDA PARCELA E COMO CALCULAR OS VALORES CORRETOS!

Liberada na última terça-feira (30), a primeira parcela do 13° Salário significa um alívio financeiro para milhares de famílias brasileiras.  

Somando à segunda parcela, ainda a ser liberada, o 13° Salário representa uma injeção de R$ 232,6 bilhões na economia brasileira, contemplando cerca de 83 milhões de brasileiros.

QUEM TEM DIREITO? 

O 13° Salário é um direito de todo trabalhador empregado no regime da CLT, bem como dos aposentados e pensionistas do INSS.

Na prática, como o próprio nome sugere, o 13° Salário significa um mês a mais de salário líquido para o trabalhador. Contudo, o trabalhador precisa ter prestado serviços a uma empresa durante um ano inteiro. Caso contrário, o valor será proporcional aos meses trabalhados. 

Importante: para entrar na conta do 13°, o mês deve ter mais de 15 dias trabalhados. 

E QUANDO SAI A SEGUNDA PARCELA? 

Como estabelecido em lei, a segunda parcela do 13° deve ser paga até o dia 20 de dezembro. 

Diferentemente da primeira parcela, que não possui nenhum desconto, a segunda parcela apresenta descontos do INSS e do Imposto de Renda. 

Assim sendo, a primeira parcela é de maior valor e, portanto, a segunda de menor valor.

MAS COMO CALCULAR OS VALORES? 

O cálculo da primeira parcela é mais simples. Basta dividir pela metade o último salário bruto (sem descontos) recebido. Ou seja, se você recebeu R$ 2 mil brutos no mês de novembro, a primeira parcela do seu 13° será de R$ 1 mil.

Caso precise calcular proporcionalmente aos meses trabalhados, basta dividir o último salário bruto por 12 e multiplicar o resultado pelo total de meses trabalhados. 

Ex: você recebeu R$ 3 mil em novembro e está há 8 meses na empresa. Sendo assim: 

3000 ÷ 12 = 250

8 x 250 = 2000 

Por fim, é necessário dividir o resultado pela metade e será esse o valor da primeira parcela do 13° Salário. Nessa simulação: R$ 1 mil. 

Já para a segunda parcela, será necessário aplicar os descontos do INSS e Imposto de Renda. 

Para simplificar o processo, é possível utilizar calculadoras online, como a Calculadora de Salário Líquido

Com o total dos descontos em mãos, pegue o valor da primeira parcela e subtraia os descontos. O resultado será o valor da segunda parcela. 

Pegando o exemplo de um trabalhador que recebe R$ 3 mil brutos, que trabalhou um ano inteiro. Com descontos, seu salário líquido é de R$ 2.661,20. 

Ou seja, o total de descontos, somando INSS e Imposto de Renda, é de R$ 338,79. 

Assim sendo, com o valor da primeira parcela (R$ 1.500,00) e subtraindo os descontos (R$ 338,79), temos o valor da segunda parcela: R$ 1.161,21.

GRUPO RIZOMA

Infelizmente, nem todo mundo tem direito ao 13° Salário. E mesmo para aqueles que têm acesso ao benefício, um salário a mais pode ainda não ser suficiente para quitar dívidas ou realizar aquela tão sonhada compra.

É por isso que ter outras soluções financeiras é de extrema importância. Uma dessas soluções é o Grupo Rizoma. Instituição especializada em resolver problemas financeiros, a Rizoma trabalha com diversos produtos, incluindo o Empréstimo Pessoal e o Empréstimo Consignado

Se você precisa de uma solução rápida, prática e segura, com taxas e prazos que realmente cabem no seu bolso, a Rizoma é a empresa certa!

Quer saber mais? Acesse: Grupo Rizoma. Ou entre em contato direto através do nosso WhatsApp.

Posts Relacionados

Open chat