Justiça Federal libera R$ 1,3 bilhão para aposentados - Grupo Rizoma

Acesse o Menu

JUSTIÇA FEDERAL LIBERA R$ 1,3 BILHÃO PARA APOSENTADOS

Na última quarta-feira, dia 20 de outubro, o CJF (Conselho da Justiça Federal) liberou um total de R$ 1,3 bilhão, sendo beneficiados os aposentados, pensionistas e outros segurados do INSS. 

Os altos valores correspondem a vitórias judiciais, movidas por atrasos no pagamento de benefícios. Sendo assim, a liberação do CJF é destinada ao pagamento das RPVs (Requisições de Pequeno Valor), que são de responsabilidade dos Tribunais Regionais Federais. 

QUEM SERÃO OS BENEFICIADOS? 

Os beneficiados serão todos aqueles que venceram a ação contra o INSS, com atrasos de até 60 salários mínimos e com ordem de pagamento emitida pela Justiça no mês de setembro de 2021. 

Desse modo, serão cerca de 92 mil beneficiados pelo país, somando mais de 73 processos previdenciários e assistenciais. 

O pagamento das RPVs acontecerá em lotes mensais, de acordo com o mês em que a respectiva RPV foi autorizada ― etapa de “autuação”. 

SOU UM DOS BENEFICIADOS! QUANDO VOU RECEBER MEU PAGAMENTO? 

O cronograma de pagamentos depende do calendário de cada Tribunal Regional Federal e, sendo assim, as datas irão variar de região para região.

Contudo, vale ressaltar que os atrasados serão pagos somente após os beneficiários vencerem a ação e o processo finalizar a etapa de discussão de cálculos. Finalizadas essas etapas, o INSS não poderá mais recorrer. 

Por fim, a última etapa será a de execução, quando são finalizados os cálculos, correção monetária e juros. Assim, se dará o pagamento.  

Abaixo, você pode conferir os Tribunais Regionais Federais e suas respectivas jurisdições. 

  • 1ª Região TRF: DF, MG, GO, TO, MT, BA, PI, MA, PA, AM, AC, RR, RO e AP;
  • 2ª Região TRF: RJ e ES;
  • 3ª Região TRF: SP e MS;
  • 4ª Região TRF: RS, PR e SC;
  • 5ª Região TRF: PE, CE, AL, SE, RN e PB;

COMO CONSULTAR? 

Sabendo qual é o tribunal responsável, o beneficiário pode acessar os detalhes sobre a situação do seu processo através da internet. No Rio Grande do Sul, a consulta está disponível através do site da Justiça Federal do Rio Grande do Sul (jfrs.jus.br).

GRUPO RIZOMA

Infelizmente, muitas pessoas não serão beneficiadas pela liberação do CFC. E mesmo para os beneficiados, a quantia recebida pode não ser suficiente para arcar com todas as despesas em tempos de preços nas alturas. 

E é justamente nesses momentos de dificuldade que o Grupo Rizoma busca estender a mão e prestar o melhor serviço possível. Atuando com excelência no mercado de soluções financeiras, e tendo o empréstimo consignado como um de seus carros-chefes, a Rizoma tem o produto perfeito para cada cliente. 

Quer saber mais? Acesse: Grupo Rizoma. Ou entre em contato direto através do WhatsApp.

Posts Relacionados

Open chat